70836682_3040641955947189_72505060395298

Depoimentos

“Meu nome é Guinho Nascimento. Frequento o terreiro há quatro anos. O que esse espaço sagrado significa para mim? É onde o velho e o novo se encontram, onde energias e espíritos ancestrais podem se encontrar e se reencontrar, inclusive com energias tão novas também. Essas entidades tão antigas carregam sabedorias e ensinamentos muitas vezes perdidos no tempo, mas que podem chegar até nós nesse lugar de reencontro e isso é muito bonito para mim. Mais uma coisa que eu considero fundamental é que a Umbanda me proporciona usar a metáfora da casa de espelhos. Desde que eu entrei a sensação é essa, de que estou em uma casa de espelhos e me vejo refletido a todo tempo. Hoje, antes de achar que “são os outros”, eu sou convidado a olhar primeiro para mim mesmo e me encarar de frente. Esses diversos espelhos e corredores refletidos me possibilitam resolver as minhas próprias questões e medos. Na medida em que eu começo a encará-los, consigo caminhar nesse labirinto – que talvez eu nunca saia (risos) – mas que me mostra o quanto é bom se olhar a todo tempo e aprender. Aprender no coletivo, aprender a conviver, aprender a construir uma comunidade, a escutar, a pensar e a raciocinar. Para mim, significa isso: um lugar de (re)encontros e de se (re)encontrar consigo mesmo”.

Guinho Nascimento

“O que é o Recanto Quiguiriçá para mim e o que ele me ensinou:  é o que eu aprendo todos os dias. O Recanto para mim é sinônimo de como a gente pode agregar em um só espaço pessoas com realidades, personalidades e perfis tão diferentes, mas que ao mesmo tempo possuem os mesmos objetivos, pois nos dispomos ao crescimento, ao aprendizado, ao compartilhar e ao se doar. Eu aprendi muito sobre humildade, sobre resiliência, sobre persistência e sobre confiança no Recanto Quiguiriçá. Minha história espiritual já tem mais de 30 anos e eu acredito que no Recanto Quiguiriçá tudo isso foi validado, tanto dentro da minha cabeça quanto na minha vida, na minha realidade e, especialmente, na minha prática cotidiana, no do dia a dia. Como a gente aprende com a superliga! Tudo o que fazemos e aprendemos dentro do terreiro a gente vai usar bem mais na nossa vida cotidiana do que dentro do terreiro. Para mim, o Recanto Quiguiriçá é o sinônimo de se melhorar, se doar e de se aperfeiçoar”.

Luciana Lima

2014_0217_Terreiro_AlfredoBello_009.jpg

“Eu conheci a Casa de Caridade Pai João da Ronda em 1990, onde fui acolhida para fazer um tratamento de saúde e, graças a Oxalá, a todos os Orixás e a todos os filhos da casa eu me recuperei. A Umbanda tem um significado muito importante na minha vida, pois com as orientações espirituais eu consigo me elevar e superar todas as situações que a vida me apresenta.No Recanto Quiguiriçá, o Pai Luiz é para mim um Pai, um irmão e um amigo. Eu só tenho muito a agradecer sempre por todo o carinho recebido. Gratidão, gratidão, gratidão”

Idailza

“Eu nasci e cresci na Umbanda, lembro-me de vários episódios desde quando era pequena, mas o que eu realmente nunca esqueço é o quão incrível a nossa união no Recanto é e pode ser. Para mim, o Recanto é um lugar onde podemos olhar para trás ao menos uma vez de forma que nos inspiramos nos antepassados.Um lugar onde toda a cultura da nossa história se mistura nas gerações através da música, conversas, danças e de muito amor.Um lugar que acolhe todos independentemente da cor, sexo, sexualidade ou personalidade. Um lugar onde você aprende a olhar para dentro para olhar para fora, um lugar onde filosofias positivas e realistas nos são apresentadas com prudência. O Recanto não é só uma casa de oração, é uma casa de caridade, uma casa de amor, uma casa de família porque, afinal, todos nós somos uma grande família. Eu espero que eu e todos da minha idade (a nova geração) possamos continuar a levar a história da casa à frente da mesma forma dos que a regem hoje, trazendo cada vez mais amor e alegria ao mundo”.

Luara Thamyres

Recanto Quiguiriçá é família/casa de conexão com o sagrado, um lugar de acolhimento para todxs -e stamos sempre aprendendo a conviver de forma mais respeitosa e harmoniosa. Agradeço diariamente por todos os ensinamentos que recebo no terreiro com nossos guias e com os irmãos de fé, que muito serve para nossa vida em todas esferas. Salve a Umbanda e toda nossa ancestralidade!

Alfredo Bello